A Carreira de Pedro Mariano

O cantor Pedro Mariano, cujo nome de batismo é Pedro Camargo Mariano, nasceu em 1975, no dia 18 de abril. O talento do artista está no DNA, filho do pianista César Camargo Mariano e da cantora Elis Regina. Os seus irmãos são outro talentos, Maria Ritao e o meio-irmão João Marcelo Bôscoli, produtor e Marcelo Mariano, instrumentista. Uma família de artistas no mundo da música.

Biografia do Cantor Pedro Mariano

Pedro Mariano é o segundo filho da cantora Elis Regina com o César Camargo Mariano. Apesar de ter nascido em uma família de artistas do cenário musical do Brasil, a primeira opção do cantor de carreira profissional era de arquiteto. Porém, a sua mãe já desejava para ele a carreira de cantor e assim foi feita a sua escolha.

Os primeiros trabalhos de Pedro Mariano foram gravando jingles, mas ele começou mesmo, cantando na escola. Recebeu o prêmio FestValda, como “cantor revelação”.

Pedro Mariano é pai de Rafaela, que nasceu em 2007, fruto do seu casamento com a empresário Patrícia Fano, com quem é casado até os dias atuais.

Sobre a Carreira de Pedro Mariano

O primeiro CD gravado por Pedro Mariano foi um projeto do seu irmão João Marcelo Bôscoli, no ano de 1995. Com o título “João Marcello Bôscolli & Cia3” foi lançado pela gravadora Sony Musica e tinha ainda as participações dos músicos: Cesar Camargo Mariano, Cláudio Zoli, Simoninha e Milton Nascimento.

A sua participação no CD gravado em 1995 foi cantando as canções: Ventos do Norte, Acredite ou Não, Noite do Prazer (regravação) e Como Nossos Pais (versão ao vivo).

Em 1997, saiu o seu primeiro CD, com o título homônimo, mas ainda assinado como Pedro Camargo Mariano, e a co-produção ficou por conta do irmão, mais uma parceria. O álbum trouxe algumas releituras, como: As Curvas da Estrada de Santos, Triste e Pro Dia Nascer Feliz. Acabou com uma das canções do CD na trilha sonora da novela “Anjo de Mim”, a canção “Lua pra guardar”.

No ano de 1999, Pedro Mariano fez parte de um novo projeto, o Som Brasil Cazuza, uma produção da Rede Globo. Ele participou ao lado do Kid Abelha, Simone, Paulo Ricardo e Sandrá de Sá. No programa, ele cantou “Pra dizer que te amo”, versão ao vivo. No ano seguinte, com selo da Trama, chegava as lojas o seu segundo CD, com o título “Voz no ouvido”. Com ele, o cantor recebeu o disco de ouro.

No ano de 2002, Pedro Mariano lançou o terceiro CD com participação especial do pai, César Camargo Mariano, “Piano e Voz”, que ganhou a versão em DVD também. Ainda em 2002, participou de um outro projeto, ao lado de Bukassa e Fernanda Takai, gravando música tema para o seriado Rá- Tim- Bum.

Em 2004, mais uma vez a sua voz estava na trilha sonora de uma novela da Rede Globo, “A medida da paixão”, na “Senhora do Destino”. Ele também participou do CD “Um barzinho e um violão”, nos volumes 3 e 4. Os títulos reuniram os melhores cantores da MPB brasileira.

Contrato Com a Universal Musica e Outros Projetos

No ano de 2005, Pedro Mariano trocou a Trama pela Universal Music e gravou o seu primeiro álbum ao vivo “Pedro Mariano ao Vivo”, era o título. O CD era comemorativo, pelos seus 10 anos de carreira. O cantor teve duas participações especiais no seu novo álbum, de Sandy Leah e Luciana Mello. A travação do CD aconteceu em São Paulo, no Teatro Alpha.

No ano de 2006, foi a vez de Pedro Mariano participar da gravação de um DVD de outro artista, do grupo Roupa Nova, “Roupa Nova Acústico 2”.

No ano de 2007, Pedro Mariano entrou em estúdio e fez um disco 100% inédito, “Pedro Mariano 2007”. O disco foi gravado com um quarteto: bateria, teclados, guitarra e baixo. O lançamento foi feito no Rio de Janeiro e em São Paulo. O cantor fez questão de dizer que o novo CD era uma homenagem a filha Rafaela. O álbum foi indicado para o Grammy Latino commo “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro”.

No ano seguinte, mais uma vez fez parte de um projeto, do DVD “Um barzinho, um violão – novela 70”. Ele gravou a canção de Toninho Horta, “Beijo Partido”.

No ano de 2009, os fãs ganharam mais um CD novo “Incondicional” e rendeu a Pedro Marino uma longa turnê. O disco foi gravado pelo próprio selo do artista, o “Nau”. Nele, Pedro Mariano buscou projetos de 2004 e “A medida da paixão”, entreu para o setlist do trabalho.

Já com independência fonográfica, com o próprio selo, Pedro Mariano, em 2011, lança o seu oitvano CD. Foi o primeiro cuja todas as músicas foram produzidas na sua gravadora.

No ano seguinte, Pedro Mariano apostou em um outro projeto, “Elis por eles”, uma homenagem a sua mãe. Foram convidados vozes masculinas para interpretar grandes sucessos de Elis. Ele foi o diretor do álbum e convidou os cantores: Chitãozinho e Xororó, Jair Rodrigues, Cauby Peixoto, Emílio Santiago, Lenine, Jair Oliveira e Diogo Nogueira, entre outros.

Em 2013, ele realizou um sonho que era guardado na gaveta desde que começou a carreira, gravar um CD e DVD ao vivo e com acompanhamento de uma orquestra. Entre o repertório estão as seguintes canções: Simplesmente de Samuel Rosa e Chico Amaral; Pra você dar o nome de Tó Brandileone; Simples de Jair Oliveira, entre outras canções consagradas de artistas como Gonzaguinha, Lulu Santos, Ivan Lins e Jorge Drexler.

Discografia Completa Para os Fãs

  • Pedro Camargo Mariano – gravadora Sony Music – 1997
  • Voz no Ouvido – gravadora Trama – 2000
  • Intuição – gravadora Trama – 2002
  • Piano e Voz – gravadora Trama – 2003
  • Pedro Mariano Ao Vivo – gravadora Universal – 2005
  • Pedro Mariano – gravadora Universal – 2007
  • Incondicional – gravadoras EMI e Nau – 2009
  • Pedro Mariano 8 – gravadora Nau – 2011
  • Pedro Mariano e Orquestra – gravadora Nau – 2014

Pedro Mariano não é desses cantores que estão sempre participando de programas de televisão populares, na verdade, é visto pouco na mídia. Porém, é um artista que tem um público fiel e por onde ele passa, levando os seus shows, se apresenta sempre para uma casa cheia.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Nacionais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *