Fim do Pink Floyd: Banda de Rock Britânica

Os fãs do Pink Floyd receberam uma notícia nada boa em outubro de 2014, os integrantes do grupo anunciaram que o álbum que chegará ainda esse ano nas lojas será o último da banda. O anúncio do fim do Pink Floyd foi feito pelo guitarrista David Gilmour.

O anúncio do fim da lendária banda de rock britânica aconteceu em uma entrevista para a rede BBC. David Gilmour, com 68 anos agora, disse que o grupo não tem outros projetos, que os seus membros estão envelhecendo e que eles perderam um dos mais importantes integrantes. Fazendo referência ao tecladista Richard Wight, que faleceu no ano de 2008 e foi o responsável pela composição de boa parte das músicas do último CD do grupo.

O fenômeno Pink Floyd chegou a vender no mundo mais de 250 milhões de discos e emplacou clássicos que entraram para a história da música mundial, como os discos “Wish You Were Here” e “Dark Side Of The Moon”.

O novo CD não tem a participação de Roger Waters, que já tinha saído do grupo em 1985.

A Legendária Banda de Rock Inglesa

A banda de rock Pink Floyd nasceu em Cambridge, no ano de 1965, e não demorou muito para levar as suas músicas no estilo progressista e psicodélico ao mundo todo. As letras foram um dos pontos fortes da banda, sempre muito filosóficas, mas não foi só isso que fez com que o Pink Floyd estourasse no mundo todo. As experimentações musicais também fizeram parte do sucesso, além das capas de discos inovadoras e os mega shows, verdadeiros espetáculos.

Toda essa mistura fez com que o Pink Floyd entrasse para a seleta lista de bandas de rock mais influente, comercialmente falando, da história da música. Em 1996, a bem-sucedida carreira foi reconhecida e a banda foi convidade para fazer parte do “Rock and Roll Hall of Fame dos Estados Unidos”. No ano de 2005, o reconhecimento veio do país de origem, e a banda passou a fazer do “Rock and Roll Hall of Fame do Reino Unido”.

O Início do Pink Floyd

A banda surgiu quando o grupo de estudantes formados por Nick Mason, Roger Waters, Syd Barrett e Richard Wright resolvera se unir. O grupo se formou em 1965 e o sucesso chegou bem rápido. No início, eles se apresentavam em Londres, nos chamados “cenários underground”. Foi assim até o fim dos anos 60.

Em 1967, eles já estavam lançando o primeiro álbum, que diga, foi um grande sucesso, o “The Piper at the Gates of Dawn”. Antes do disco, eles já tinham lançado duas músicas: Arnold Layne e See Emily Play.

Sobre o nome, nenhum segredo, Pink Floyd surge da abreviação de “The Pink Floyd Sound”, um nome que partiu da sugestão de Syd Barrett. Uma forma de homenagear Pink Anderson e Floyd Council, dois músicos de blues que o grupo admirava.

Em 1968, a banda ganhava um novo guitarrista e também vocalista, David Gilmour. Ele entrou substituindo Barrett que não tinha mais condições mentais de trabalhar por problemas de deterioração do cérebro pelo excesso de drogas consumidas.

Logo depois da saída de Barrett foi a vez de Roger Waters deixar o Pink Floyd, um grande problema para o grupo, uma vez que ele era o principal compositor e também líder da banda. A guitarra, então, ficou com Gilmour, que também assumiu uma parte dos vocais.

E foi com a nova formação que o Pink Floyd tornou-se conhecido mundialmente, os seus álbuns que fizeram mais sucesso foram: The Dark Side of the Moon, Wish You Were Here e The Wall.

Alterações no Pink Floyd

Em 1979, mais uma vez o grupo sofreu com a saída de um dos integrantes, Wright deixava o grupo, que perdeu em 1985, Waters, que também abandonou a banda. Porém, Mason e Gilmour deram continuação ao Pink Floyd e continuaram gravando e se apresentando em várias partes do mundo.

A dupla sofreu com um processo por parte de Waters, que não queria que eles continuassem usando o nome da banda, Pink Floyd, mas a disputada que começou nos tribunais termminou com a vitória da parte acusada. Mason e Gilmour ganharam o direito de usar o nome Pink Floyd e Waters não tinha mais nenhuma obrigação com a banda de contrato.

Depois de todo os problemas na justiça, os dois integrantes da banda original gravaram mais dois anos do Pink Floyd, que foram: A Momentary Lapse of Reason e The Division Bell.

Os Integrantes do Pink Floyd Se Reencontram

Passados muitos anos desde da formação e da saída de vários membros, o Pink Floyd se reuniu novamente no ano de 2005. Eles foram convidados e aceitaram a fazer uma única apresentação no concerto com fins de caridade chamado “Live 8”.

Foi a última vez que a banda original conseguiu reunir-se, em 2008, Wright morreu.

Waters, Gilmour e Mason, depois do show de 2005, voltaram a se reunir e fizeram vários shows da turnês “The Wall Tour”. Os shows começaram em Londres na “O2 Arena”, em 12 de maio de 2011.

O fim definitivo do Pink Floyd, que foi anunciado em 2014, já se falava em fevereiro de 2006. Gilmour, na época, em entrevista para um jornal italiano, disse que o grupo não tinha intenção de reunir-se novamente e nem fazer nenhum material novo. Porém, deixou as portas abertas para uma possível nova apresentação como foi aquela de “Live 8”. Os outros membros do grupo endossaram as palabras de Gilmour.

Entre 2006 e 2014, alguma coias mudou, por que o grupo acabou preparando um novo trabalho, o “the Endless River”, que foi uma homenagem a Rick Wright. O novo álbum traz algumas canções que foram gravadas por Mason e Gilmour, quando seguiam com o grupo “incompleto”.

Se os membros do Pink Floyd não voltarem atrás mais uma vez, certamente, será o último trabalhado da banda de rock britânica que ganhou o mundo e entrou definitivamente para a história da música mundial. A única esperança é que eles tenham uma nova oportunidade de fazer uma apresentação como já aconteceu anos atrás.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Bandas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *