Bonde Das Maravilhas: Sucesso Do Funk Carioca

O Funk carioca é um estilo existente que veio de todas as favelas do estado do Rio de Janeiro, e apesar de seu nome é bastante diferente do funk existente nos Estados Unidos. Este tipo de manifestação musical aconteceu já que a partir dos anos 70 onde então começaram a surgir bailes de black, shaft e funk no Rio de Janeiro.

Bonde Das Maravilhas: Sucesso Do Funk Carioca

Bonde Das Maravilhas: Sucesso Do Funk Carioca

O que aconteceu é que aos poucos alguns DJs começaram a buscar outros vários ritmos de música negra porém o nome continuou. Podemos citar com isto que o funk carioca possui uma grande influência do que chamamos de miami bass e do freestyle. E outro termo bastante comum utilizado que é o baile funk foi utilizado para referenciar todas as festas onde existem o funk carioca. Apesar de todo este nome o funk carioca que surgiu é tocado em todo o Brasil e não somente na cidade do Rio de Janeiro.

Imagem de Amostra do You Tube

A História Do Ritmo a Partir Dos Anos 80

A partir dos anos 80 começaram a se popularizar os bailes funk do estado do Rio de Janeiro, sendo assim influenciados através de um novo ritmo que viria da Flórida, como o Miami bass este que contava com músicas que tinham uma linguagem de erotização maior e ainda batidas mais rápidas. Com isto as primeira gravações eram algumas versões destes hits musicais.

Foi então que aos poucos as rádios começaram a dedicar um espaço especial para este tipo de sucesso, que foram regravações de várias músicas feitas no ritmo funk.

A História Do Ritmo a Partir Dos Anos 80

A História Do Ritmo a Partir Dos Anos 80

E uma das canções mais famosas foi uma canção de Raul Seixas, o famoso “Rock das Aranhas”. Aos poucos começaram a surgir outros tipos de paródias de músicas com o famoso funk melody, em uma época que houve um período mais politizado deste funk com músicas de protesto como a Feira do Acari, que falava sobre a Robauto, que nada mais é do que uma feira de carros roubados que é realizada no bairro do Acari até hoje.

Foi então que aos poucos a música começou a ganhar espaço até mesmo nos clubes, se expandindo para as ruas, onde diversas equipes rivais vinham a se enfrentar disputando uma aparelhagem que fosse mais potente. Foi então neste meio que veio o Dj Marlboro, este que certamente é um dos grandes protagonistas do funk no Brasil. Aos poucos o ritmo começou a ganhar um grande apelo dos moradores das comunidades mais pobres já que as músicas falavam sobre o cotidiano e abordavam toda a violência e a pobreza das favelas existentes nas regiões.

Imagem de Amostra do You Tube

O Movimento Do Funk Nos Anos 90

Foi então devido a grandes eventos de violência que começou a existir uma ameaça relativa a proibição dos bailes funk, surgindo canções que pediam cada vez mais paz entre grupos como por exemplo a música “Som de preto”. A partir disto surgiram algumas vertentes deste ritmo cariosa que é o funk melody, ou seja, versões de músicas que eram mais românticas e com uma linguagem mais leve seguindo a linha musical de forma fiel ao freestyle americano com sucesso nacional. Foi então que neste momento começaram a se destacar cantores como  Latino, Copacabana Beat, MC Marcinho, entre outros.

A Repercussão a Partir Do Ano 2000

Foi então que o funk começou a mascarar cada vez mais seu ritmo se tornando algo semelhante com o rap americano e se integrando a outras classes sociais. Junto de uma batida repetitiva que chamamos de pancadão, é inspirada nas batidas de rap americano e também o Miami bass. Foi isto que ajudou bastante para que as pessoas se tornassem adeptas do estilo, este que movimenta mais de 10 milhões de reais mensais em vendas de álbuns. As músicas com um forte apelo erótico e de duplo sentido, normalmente desvaloriza as mulheres, que inclusive são em grande maioria hoje as cantoras de funk, além de revelar uma falta de originalidade copiando outros estilos musicais com letras diferentes como o axé e o forró.

A partir de 2001 o axé começou a cair por terra e o funk começou a ganhar espaço e reconhecimento internacional. Este tipo de estilo apesar de ter uma boa expressão no mercado financeiramente falando é o alvo de resistência da sociedade, um ritmo muito criticado por boa parte da população e intelectuais. Este ritmo é sempre criticado devido a sua pobreza de criatividade além de apresentar uma linguagem vulgar, polemizando com assuntos relativos a violência contra a mulher e ao consumo bem como o tráfico de drogas.

O Sucesso Do Funk e As Polêmicas Do “Bonde Das Maravilhas”

Apesar do funk ser um ritmo duramente criticado, atualmente ele está em todo o lugar, e a bola da vez quando o assunto é este tipo de música é o grupo de meninas Bonde das Maravilhas. Estas que fizeram um vídeo no Rio de Janeiro ensinando um aquecimento e a famosa música do quadradinho de oito, ou seja, onde as mulheres ficam com o bumbum voltado para cima fazendo movimentos frenéticos.

O vídeo deste grupo já tem mais de 26 milhões de visualizações, e com todo o sucesso Karol, Kathy, Rafaela, Thayssa e Renatinha vem preparando um novo DVD para a banda, apesar disto não é apenas do público que estas meninas chamam a atenção.

Órgãos de proteção infantil apura diversas irregularidades nas apresentações das garotas, que muitas vezes se apresentam para menores de idade, e que o show das garotas tem um apelo sexual fortíssimo. Para se ter uma idéia a mais velha do grupo possui 20 anos e a mais nova apenas 13 anos.

Todas as mães das garotas já inclusive foram ouvidas para o ministério público e elas terão de mudar de estilo. O grupo vem aos poucos mudando e finalizando músicas para o público infantil com músicas mais comportadas. E as meninas inclusive dizem que não gostam de estudar.

Segundo as informações divulgadas as mães das meninas são tutoras das mesmas e por isso poderão até mesmo ser multadas se continuarem incentivando este tipo de comportamento, e por isso o sucesso deverá continuar porém de outro jeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>