Pagodeiros De Maior Sucesso No Brasil

Você que gosta de pagode agora vai poder conhecer os pagodeiros de maior sucesso no Brasil, seja grupo ou artista solo, as músicas de pagode mais famosas, além de saber mais um pouquinho de como o gênero surgiu no país.

Pagodeiros De Maior Sucesso No Brasil

Pagodeiros De Maior Sucesso No Brasil

Os Pagodeiros Das Décadas De 60,70 e 80

Conheça os pagodeiros de maior sucesso no Brasil que começaram suas carreiras nos anos 60, 70 e 80:

  • Alcione (1º álbum solo em 1975), do Maranhão
  • Almir Guineto (1º álbum solo em 1981), do Rio de Janeiro
  • Arlindo Cruz (1º álbum solo em 1993), do Rio de Janeiro
  • Art Final (1º álbum em 1987), de São Paulo
  • Beth Carvalho (1º álbum solo em 1969), do Rio de Janeiro
  • Da Cor do Pagode, de São Paulo
  • Eliana de Lima (1º álbum em 1989), de São Paulo
  • Fundo de Quintal (1º álbum em 1980), do Rio de Janeiro
  • Grupo Cravo e Canela (1º álbum em 1989), de São Paulo
  • Grupo Pirraça (1º álbum em 1989), liderado por Juninho Lins
  • Grupo Raça (1º álbum em 1987), liderado por Délcio Luiz, do Rio de Janeiro
  • JB Samba (1º álbum em 1988), liderado por Ruy Humberto, de São Paulo
  • Jorge Aragão (1º álbum solo em 1982), do Rio de Janeiro
  • Leci Brandão (1º álbum solo em 1975), do Rio de Janeiro
  • Martinho da Vila (1º álbum solo em 1969), do Rio de Janeiro
  • Os Originais do Samba (1º álbum em 1969), do Rio de Janeiro
  • Sombrinha (1º álbum solo em 1993), do Rio de Janeiro
  • Só Preto sem Preconceito (1º álbum em 1989), liderado por Paulinho, do Rio de Janeiro
  • Zeca Pagodinho (1º álbum solo em 1986), do Rio de Janeiro

Os Pagodeiros De Maior Sucesso No Brasil Na Década De 90

  • Adryana Ribeiro (1º álbum solo em 1995), de São Paulo
  • Alo Som (1º álbum solo em 1998), liderado por Riquinho, do Rio de Janeiro
  • Art Popular (1º álbum em 1993), liderado por Leandro Lehart e Márcio Art, de São Paulo
  • Bala, Bombom e Chocolate (1º álbum em 1999), liderado por Michel Walacy, do Rio de Janeiro
  • Banda Brasil (1º álbum em 1993)
  • Boka Loka (1º álbum em 1997), liderado por Renatinho, do Rio de Janeiro
  • Casa Nossa (1º álbum em 1993), de São Paulo
  • Cor da Pele (1º álbum em 1998), liderado por Aldino, de São Paulo
  • Companhia do Pagode (1º álbum em 1995), liderado por Diumbanda, daBahia

Da Melhor Qualidade (1º Álbum, Não Independente, Em 1999), Liderado Por Cleverson, De São Paulo

  • Dudu Nobre (1º álbum em 1999), do Rio de Janeiro
  • Exaltasamba (1º álbum em 1992), liderado por Péricles e Chrigor, de São Paulo
  • Fora de Série (1º álbum em 1990), liderado por Dri Lima e Eli Souza, de São Paulo
  • Gera Samba (1º álbum em 1990), liderado por Compadre Washington, da Bahia
  • Grupo 100% (1º álbum em 1998), liderado por Flavinho Silva, do Rio de Janeiro
  • Grupo Desejos (1º álbum em 1998), liderado por Márcio Duarte (irmão gêmeo de Vavá), de São Paulo
  • Grupo É D+ (1º álbum em 1999), liderado por Sandrinho, de São Paulo
  • Grupo Fora de Série, do Rio de Janeiro
  • Grupo Gamação (1º álbum em 1993), liderado por Alê, de São Paulo
  • Grupo Intuição (1º álbum em 1998), liderado por Anderson, de São Paulo
  • Grupo Malicia (1º álbum em 1993), liderado por Wilsinho, de São Paulo
  • Grupo Matéria Prima, liderado por Hugo
  • Grupo Pérola (1º álbum em 1991), de São Paulo
  • Grupo Pixote (1º álbum em 1995), liderado por Dodo, de São Paulo
  • Grupo Relíquia (1º álbum em 1992), de São Paulo
  • Grupo Revelação (1º álbum em 1999), liderado por Xande de Pilares, do Rio de Janeiro
  • Grupo Sampa (1º álbum em 1993), liderado por Douglas Sampa, de São Paulo
  • Grupo Sem Compromisso (1º álbum em 1992), liderado por Marcelinho, de São Paulo
  • Grupo Sensação (1º álbum em 1992), liderado por Marquinhos, de São Paulo
  • Grupo Soweto (1º álbum em 1996), liderado por Belo, de São Paulo
  • Grupo Tempero (1º álbum em 1992), liderado por Zinho, de São Paulo
  • Grupo União, de São Paulo
  • Harmonia do Samba (1º álbum em 1999), liderado por Xanddy, da Bahia
  • Juventude S/A (ex Juventude do Pagode) (1º álbum em 1999), liderado por Luciano, de São Paulo
  • Juventude do Pagode (1º álbum em 1994), liderado por Luciano, de São Paulo
  • Kaô do Samba (1º álbum em 1999), liderado por Eduardo Sodré, da Bahia
  • Karametade (1º álbum em 1997), liderado por Vavá, de São Paulo
  • Katinguelê (1º álbum em 1992), liderado por Salgadinho, de São Paulo
  • Kiloucura (1º álbum em 1998), liderado por Délcio Luiz, do Rio de Janeiro
  • Molejo (1º álbum em 1994), liderado por Anderson Leonardo, do Rio de Janeiro
  • Negritude Júnior (1º álbum em 1992), liderado por Netinho de Paula, de São Paulo
  • Oitava Cor (1º álbum em 1995), de São Paulo
  • Os Morenos (1º álbum em 1995), liderado por Waguinho, do Rio de Janeiro
  • Os Travessos (1º álbum em 1998), liderado por Rodriguinho, de São Paulo
  • Pagode do Dorinho (1º álbum em 1995), liderado por Kléber e Everton Dornelles, do Rio Grande do Sul
  • Pique Novo (1º álbum em 1997), liderado por Liomar, do Rio de Janeiro
  • Razão Brasileira (1º álbum em 1993), liderado por Paulinho Razão, de São Paulo
  • Raça Negra (1º álbum em 1991), liderado por Luiz Carlos, de São Paulo
  • Samba K (1º álbum em 1996), de Minas Gerais
  • Swing & Simpatia (1º álbum em 1995), liderado por Luciano Becker, do Rio de Janeiro
  • Só No Sapatinho (1º álbum em 1998), liderado por Bruno de Sá Coimbra (filho do ex-jogador Zico), do Rio de Janeiro
  • Só pra Contrariar (1º álbum em 1993), liderado por Alexandre Pires, de Minas Gerais
  • Som Mulheres (ex grupo Fora de Série) (1º álbum em 1993), liderado por Dri Lima e Eli Souza, de São Paulo
  • Swing Maneiro (1º álbum em 1999), liderado por Sandrinho, de Santa Catarina
  • Tentasamba (1° álbum em 1998), liderado por Rosyl, do Rio de Janeiro
  • Terra Samba (1º álbum em 1995), liderado por Reynaldo Nascimento, da Bahia
  • Toke Divinal (1º álbum em 1997), liderado por Diney, de São Paulo
  • Transa Samba (1º álbum em 1999), de São Paulo
  • Um Toque A Mais, de São Paulo
  • É o Tchan! (1º álbum em 1995), liderado por Beto Jamaica e Compadre Washington, da Bahia

O Pagode Dos Anos 2000

Nos anos 2000, os grupos e artistas de pagode de maior sucesso foram a Adryana e a Rapaziada (existente entre 2000 à 2003), Alexandre Pires (primeiro disco em 2001), Inimigos da HP (primeiro disco em 2001), Jeito Moleque (2003), Atitude 4 (2004), Diogo Nogueira (primeiro disco em 2007), Gustavo Lins (primeiro disco em 2003), Thiaguinho (primeiro disco solo em 2012), além de vários artistas que deixaram seus grupos na década de 90 e entrarem em carreira solo, como Vavá, Salgadinho, Rodriguinho, Belo, e outros.

As Músicas De Pagode Mais Famosas Do Brasil

Com certeza você já ouviu alguma dessas músicas, e quem sabe não tem a sua preferida aí na lista abaixo?

  • Adoniram Barbosa – Saudosa Maloca
  • Demônios da Garoa – Progréssio
  • Thiaguinho – Buquê de Flores
  • Exaltasamba – Não tem hora e nem lugar
  • Inimigos da HP – Vamo Apostar
  • Thiaguinho – Antes de Dizer Adeus
  • Inimigos da HP – Tipo Fiona
  • Sorriso Maroto – Assim Você Mata o Papai
  • Sorriso Maroto – Clichê
  • Sorriso Maroto – Quem Tá Solteiro Nunca Fica Só
  • Jeito Moleque – A Amizade é Tudo
  • Jeito Moleque – Eu, Você e Mais Ninguém
  • Rodriguinho – Luz na Escuridão
  • Nuwance – Confia em Mim
  • Revelação – Tá Escrito
  • Revelação – Pai
  • Inimigos da HP – Toca um Samba aí Onde Você Estiver
  • Bokaloka – Que Situação/Não Pedi Para me Apaixonar
  • Exaltasamba – Como Nunca Amei Ninguém
  • Jeito Moleque – Eu Nunca Amei Assim/Sobrenatural
  • Sorriso Maroto – Amanhã
  • Soweto – Momentos/É tudo
  • Fundo de Quintal – A Amizade
  • Arte Final – Bruna
  • Grupo Molejo – A Bruxa Está Solta
  • Os Melekes – Adoro te Beijar
  • Katinguelê – Lua Vai
  • Negritude Júnior – Que Dure Para Sempre
  • Ponta de Dor – Só Preto Sem Preconceito

O Pagode No Brasil

No subúrbio do Rio de Janeiro, o samba sempre foi muito comum nos fundos dos quintais, sempre associada à festa, alegria e bebida. Com o passar do tempo, esse tipo de expressão passou a se chamar pagode, de uma forma muitas vezes pejorativa.

Essa forma pejorativa talvez tenha sido dada aqueles que compreendiam que havia uma diferença entre esse tipo de samba e o samba tradicional gravado em estúdio, com certa sofisticação, apesar de também ser popular, enquanto que o “pagode” não possuía grandes ambições de fama ou sucesso, era apenas festas musicais informais entre os amigos.

O Pagode No Brasil

O Pagode No Brasil

Fundo De Quintal

O Fundo de Quintal, que começou em 1978, é considerado o primeiro grupo de pagode do Brasil, embora possa ser considerado na verdade o primeiro grupo de pagode que experimentou maior proeminência e sucesso.

O Samba e Os Escravos

Isso porque muito antes da década de 70, já no século XIX, na época da escravidão, era muito comum os escravos se reunirem em guetos e comunidades para festejar e preservar sua cultura africana.

A Popularização Do Samba

Com o passar do tempo, esse tipo de reunião foi se tornando cada vez mais popular e foi assumindo aspectos mais urbanos, até se instalar nas grandes cidades e também fazer sucesso em São Paulo, e em outras regiões do Brasil.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Pagode

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *