Modão Sertanejo: Estilo Musical Do Interior

A definição de sertanejos são locais afastados, bem longe das cidades, ainda que pudesse ser mais ser presente com as relações com o nordeste do interior, encontrando vegetações e climas bastante hostis, além de toda a dominação política dos coronéis, obrigando ainda a caatinga. Além disso pode-se diferir da cultura caipira principalmente originária na área que poderá abranger os estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins.

Naquele ponto se desenvolveu uma cultura dos colonos que encontraram água em abundância, além de uma terra produtiva, e além disso um clima mais ameno, bastante típico do cerrado. É bastante conhecido como caira ou sertaneja, a execução composta e executada através de zonas rurais do campo, além da antiga Moda de Viola. Os caipiras, duplas ou mesmo solo, se utilizavam de instrumentos típicos do Brasil colônia ou também como viola caipira.

Modão Sertanejo: Estilo Musical Do Interior

Modão Sertanejo: Estilo Musical Do Interior

A Moda Sertaneja Foi Dividida Em Várias Fases, Veja a Seguir Algumas Delas

A primeira era surgiu no ano de 1929 com a música sertaneja como se conhece hoje. Vindo a partir de gravações feitas pelo escritor e também jornalista Cornélio Pires de “causos” além de fragmentos de contos rurais que vinham diretamente do interior paulista, sul e também triângulo mineiro, além de outras regiões. Nesta época das gravações pioneiras, o gênero poderia ser conhecido como música caipira, e as letras vinham a evocar o modo de vida do homem do interior , que muitas vezes vinha em oposição a vida do homem da cidade. Assim como também a beleza bucólica e romântica das paisagens do interior, sendo hoje classificada como música sertaneja de raiz, com letras que tinham por objetivo enfatizar o cotidiano da forma de cantar.

Depois disto houve um destaque desta tendência, mesmo que gravando em épocas posteriores as duplas  Alvarenga e Ranchinho, Torres e Florêncio, Tonico e Tinoco, Vieira e Vieirinha, entre diversos outros cantões, e criaram canções populares como por exemplo Sergio Forero”, de Cornélio Pires, “O Bonde Camarão” de Cornélio Pires e Mariano, “Sertão do Laranjinha”, de Ariovaldo Pires e “Cabocla Tereza”, de Ariovaldo Pires e João Pacífico.

A Moda Sertaneja Foi Dividida Em Várias Fases

A Moda Sertaneja Foi Dividida Em Várias Fases

A Segunda Era Sertaneja

Houve então uma nova fase da história da música sertaneja, que começou depois da segunda guerra mundial, com a incorporação dos novos estilos de duetos que vinham com intervalos de vários tipos e também estilo mariachi. Os gêneros que inicialmente vinham inspirados através da guarânia e a polca paraguaia depois disto mais tarde o chamado corrido e a rancheira mexicanos, além de instrumentos como acordeom e harpa. Esta temática deveria vir se tornando gradualmente muito mais amorosa conservando é claro os carácteres autobiográficos.

Na época surgiu alguns destaques da música como por exemplo Cascatinha e Inhana, Irmãs Galvão, Irmãs Castro, Sulino e Marrueiro, Palmeira e Biá, o trio Luzinho, Limeira e Zezinha, e as lendárias irmãs Galvão. Seguindo na década de 70 a dupla que teve maior destaque foi Milionário e José Rico que sintetizaram a utilização de elementos de tradição mexicana mariachi, com vários floreios de violino e trompetes preenchendo assim os espaços que existiam entre as frases e golpes de glote que produzem a qualidade soluçante na voz. Outra dupla que teve destaque foi Pena Branca e Xavantinho, que seguiam a antiga tradição caipira, enquanto que o cantor Carreiro vinha inovando fundindo o gênero com o samba, coco e calango de roda.

A Terceira Era Do Sertanejo

Começou então algumas mudanças, como a introdução da guitarra elétrica, e também o chamado ritmo jovem, vindo pela dupla Léo Canhoto e Robertinho, na década de 1960 marcavam o início da fase moderna da música sertaneja. Um dos integrantes do movimento Musical Jovem Guarda, o cantor  Sérgio Reis começou também a gravar a partir de 1970 um repertório que seria bastante tradicional e sertanejo, de forma que poderia contribuir para que houvesse a penetração mais ampla deste gênero. Outro artista que se destacou bastante neste gênero foi Renato Teixeira, que foi outro artista que poderia se destacar aquela altura. Naquela época os locais de performances da música sertaneja originalmente eram o circo, rodeios e ainda principalmente as rádios AM. Depois disto a partir da década de 1980 esta seria a penetração que se estendeu as rádios FM e também a televisão, seja desta forma em programas semanais matutinos ou mesmo domingos, ou até em trilhas sonoras de novelas e programas especiais.

Nos anos oitenta houve um grande boom comercial massificando o sertanejo, vindo a releituras de sucessos internacionais e até mesmo da jovem guarda. Vinda desta nova tendência romântica da música sertaneja, surgiram então diversos artistas, que quase sempre vinham em duplas. Vozes como  Trio Parada Dura, Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo, Zezé Di Camargo e Luciano, Chrystian & Ralf, João Paulo & Daniel, Chico Rey & Paraná, João Mineiro e Marciano, Gian e Giovani, Rick & Renner, Gilberto e Gilmar, além das cantoras Nalva Aguiar e Roberta Miranda, entre uma série de outros cantores surgiram no mercado.

A música sertaneja se influenciou fortemente com a música country norte americana, e a estética dos cowboys vieram para as suas vestimentas, que eram características e também um maior interesse nas festas de rodeio e feiras agropecuárias, bem como os palcos para novos cantores. Vinham deste sucesso hits como “Pense em Mim”, de Douglas Maio, “Entre Tapas e Beijos”, de Nilton Lamas e Antonio Bueno e “Evidências”, de José Augusto e Paulo Sérgio Valle.

A Música Sertaneja Hoje

Desde então o sucesso do sertanejo não parou mais, vindo diversas bandas , e surgindo um período de certo hiato, muitas pessoas, e também muitos cantores ainda faziam um certo sucesso, foi aí que houve novamente uma evolução, o sertanejo universitário, que foi unido a batidas pop, funk e dance, tomou conta novamente das pistas.

Um álbum bastante interessante neste gênero é o Box Modão Sertanejo, que pode contar a história em forma de música, onde grandes clássicos do sertanejo puderam ser interpretados por novos nomes do gênero, sempre dispostos a inovar, o álbum que conta com 4 Cds conta de forma bastante interessante e musicalizada a importante história do sertanejo no Brasil.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Sertanejo

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *