Geraldo Vandré

Geraldo Vandré é Um Cantor Popular, Símbolo Da Ditadura Militar

Muitos conhecem a canção símbolo da liberdade em plena ditadura militar brasileira, mas poucos conhecem o seu autor. Geraldo Vandré é o autor da música Prá não dizer que não falei de flores, conhecida por muitas pessoas como caminhando, que foi cantada a brados pulmões pelos estudantes do movimento juvenil durante a Ditadura Militar Brasileira.

Geraldo Vandre Ditadura

Geraldo Vandre Ditadura

Geraldo Vandré e Seu Começo Na Música

Como todos os artistas que começaram há anos atrás, Geraldo Vandré tem um nome artístico. Seu verdadeiro nome, o de batismo e da carteira de identidade é Geraldo Pedroso de Araújo Dias Vandregísilo. Seu pai é José Vandregisilo e seu apelido era Vandré, daí veio a ideia de Geraldo de usar o apelido do pai por soar mais fácil e belo para a mídia, já prevendo uma longa carreira na música.

A música veio um pouco depois na vida de Vandré, que é formado em Direito e chegou apenas anos depois sua parada na vida musical, pois foi encantado pela música ainda jovem. Em 1951 morou no Rio de Janeiro; quando estudava direito ainda, conheceu seu primeiro parceiro musical, o cantor e compositor Carlos Lyra.

Como cantor de música popular brasileira, Geraldo Vandré parafraseou muitas lindas poesias e amores em suas letras. Seu primeiro sucesso foi Quem Quiser Encontrar o Amor, que foi para as paradas de sucesso das rádios por meses a fio. O primeiro LP saiu no ano de 1964, com mais sucessos também nas rádios que lhe rendeu ganhar alguns concursos.

Geraldo Comeco

Geraldo Comeco

Geraldo Vandré e a Ditadura

O período de sucesso do cantor infelizmente teve a mesma data do período de domínio militar brasileiro, quando os militares tomaram o poder e inseriram uma ditadura. O começo da ditadura foi difícil, mas nada comparado com o chamado período das trevas no Brasil, quando pessoas eram mortas por irem contra o regime vigente.

Muitos artistas deram um jeito de mostrar aos brasileiros, o que realmente estava acontecendo no Brasil, entre eles Geraldo Vandré. Proposital ou não, o cantor compôs uma das letras mais polêmicas e mais adoradas de sua carreira, o sucesso até hoje “Prá não dizer que não falei de flores”, uma forma de mostrar que ele, assim como muitos, estavam contra o regime que matava estudantes e adultos sem qualquer pudor.

A canção virou hino dos estudantes, posteriormente sendo conhecida como Caminhando. O refrão foi usado por estudantes em caminhadas e protestos, que diz o seguinte: vem, vamos embora, que esperar não é saber, quem sabe faz a hora, não espera acontecer. A letra não era apenas um alerta, mas um convite aos estudantes para sair nas ruas e lutar por um Brasil democrático.

Geraldo Vandre Musica

Geraldo Vandre Musica

A Lenda Da Tortura de Geraldo Vandré  Por Soldados

Pela letra censurada e por ter perdido um concurso de maior importância para Tom Jobim e Chico Buarque com a letra Sabiá, Geraldo Vandré acabou sofrendo represálias e se exilou do país. Quando voltou ao Brasil, afirmou ser a favor da ditadura e ter mudado de opinião e criou-se uma lenda que o período em que ficou isolado foi na verdade, preso pelo Dops e torturado. Vandré negou tais acontecimentos, mas a lenda ainda perdura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>