O Que é Jingle?

A publicidade se vale de várias formas de comunicação para chegar até os consumidores e realizar o seu intuito de tornar marcas, produtos e serviços parte do dia a dia das pessoas. Uma forma bem simpática e eficaz de tornar uma marca ou produto conhecido do público é através da criação de um bom jingle.

Basicamente jingle é o termo em inglês utilizado para definir as músicas compostas para promover uma marca ou produto. Sabe aqueles comerciais que contam com uma musiquinha que fica na cabeça? Essas musiquinhas são os famosos jingles, uma das formas de publicidade.

O Que é Jingle?

O Que é Jingle?

O Jingle e a Publicidade

O objetivo da publicidade que se utiliza do jingle é criar uma simpatia dos consumidores para o que está sendo anunciado. A maior parte dos casos de jingles publicitários tem uma letra e melodia fáceis. O mais importante é que o consumidor memorize e recorde de forma inconsciente a música e o que está sendo anunciado.

O Jingle e a Publicidade

O Jingle e a Publicidade

O ser humano tem uma capacidade bastante grande de associar sons a imagens e situações. Esse é um dos motivos que torna os jingles tão eficientes para criar a empatia das pessoas para com marcas ou serviços. Quase sempre os jingles são curtos, o mais longo que pode aparecer tem um minuto.

Quanto mais curto é um jingle mais fácil de lembrar, quanto mais consumidores se lembrarem da música divertida desse ou daquele produto mais vendas essa publicidade irá gerar. Confira abaixo um dos jingles brasileiros de mais sucesso e tenha um exemplo desse tipo de canção comercial:

“Pipoca na panela

Começa a arrebentar

Pipoca com sal

Que sede que dá

Pipoca e guaraná

Que programa legal

Só eu e você

E sem piruá!

Que tal?

Quero ver pipoca pular

(pipoca com guaraná)

Eu quero ver pipoca pular

(pipoca com guaraná)

Quero ver pipoca pular, pular

Soy loca por pipoca e guaraná

Ah, ah, Guaraná!”

É Fácil Fazer Um Jingle?

Quem pensa que a vida de publicitário é fácil está bem enganado e quando a tarefa a cumprir é criar um jingle pode ser ainda mais complicado. Uma palavra bastante utilizada nos dias de hoje, o jingle, exige um certo domínio de melodia e das palavras.

A criação desse tipo de peça publicitária pode ser feita por publicitários ou músicos. Em geral existem profissionais da propaganda que são especialistas na criação de jingles. Quem tem curiosidade sobre essa profissão de criador de musiquinhas comerciais pode conferir o personagem Charlie Harper, que foi interpretado por Charlie Sheen nas primeiras temporadas da série “Two and a Half Men”.

O personagem de Sheen na série é um criado de jingles, assim como ele existem profissionais muito bem sucedidos trabalhando na criação dessas pequenas canções. Criar jingles que se tornam queridinhos do público é bem difícil, pois além da questão musical é necessário acertar em cheio o gosto do público.

Não se trata apenas de criar uma musiquinha divertida, mas sim de criar uma ponte de ligação entre os consumidores e as marcas através de músicas que tenham uma letra que reflitam todas as qualidades de determinado produto. Quanto mais memorável é um jingle melhor ele é. Chegamos a conclusão que não é nada fácil criar esse tipo de peça de publicidade.

O Jingle Original e o Jingle Paródia

Os jingles podem ser classificados em duas categorias que são aqueles que são canções com melodia original e aqueles que são paródia de alguma música famosa. Os comerciais que contam com uma música são muito mais alegres e simpáticos ao público do que aqueles que não contêm esse tipo de trilha.

Nesse ponto vale um adendo de que os jingles são apenas as músicas que tem uma letra específica falando sobre o produto ou serviço. Músicas de fundo é apenas parte da trilha sonora.

Os Jingles Brasileiros Mais Marcantes

Jingle Aquarela – Faber Castell

A canção Aquarela, do compositor Toquinho, é utilizada nesse comercial na sua versão original e apesar de não ter sido composta para a Faber Castell também não é uma paródia. A interpretação da canção é feita pela voz de uma criança, isso ajuda a dar um toque mais próximo para os pequenos.

Um comercial cheio de sensibilidade e que até hoje é lembrado, difícil pensar nos lápis da Faber Castell e não começar a cantarolar a canção.

Jingle De Natal Do Banco Nacional

Atualmente, o jingle dos anos 90 do Banco Nacional é alvo de várias piadas, pois a letra gera a possibilidade de uma dupla interpretação pelos mais maliciosos. Porém, se trata de um comercial bem marcante também pela ideia criativa de colocar crianças para falar da importância de superar os obstáculos, assim como o banco poderia fazer pelos seus clientes. Um ótimo comercial de natal para um banco.

Jingle Do Banco Bamerindus

Um dos jingles mais lembrados da história da publicidade brasileira é com certeza o da poupança Bamerindus. A canção fez tanto sucesso que ganhou regravações em vários ritmos e rendeu uma série de boas peças publicitárias. A letra da música quase não sofreu alterações com o passar do tempo. Os atores desses comerciais também tinham a se favor uma grande simpatia.

Jingle – Rider

Nos anos 90 ter um chinelo Rider era estar na moda e em grande parte esse status de marca queridinha foi construído sobre os comerciais bem criativos criados pela W-Brasil. Em grande parte dos comerciais da marca podíamos ouvir músicas de grande sucesso como esse em que a canção tema é “Descobridor dos Sete Mares”.

Jinge Da Parmalat

Além das lindas crianças vestidas de simpáticos bichinhos da floresta a Parmalat contava com um jingle primoroso em seus comerciais. Toda a fofura das crianças e a eficácia do jingle projetaram a marca como uma das principais da década de 90.

Jingle Do DDDrin

Um comercial tão legal que ainda passa nos dias de hoje, a animação pode ter envelhecido um pouquinho, mas a canção continua muito divertida. Muito boa a combinação da animação com uma música muito bem construída.

Depois de conferir esses jingles você não conseguirá ver um comercial da mesma forma não é mesmo? Uma forma muito criativa de promover marcas e produtos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *