Música Portuguesa Grátis

Portugal é um país localizado na costa da Europa que foi um dos responsáveis pelo início do processo de globalização no mundo, juntamente com a Espanha. As duas nações iniciaram o período das Grandes Navegações no planeta, no século XVI. Em conjunto, ambas as nações chegaram a América, onde iniciaram o processo de colonização, além de chegar a outros continentes e a desbravar outros territórios.

Como já deve ser de conhecimento de todos, as aulas de história dos primeiros anos de alfabetização indicam que Portugal foi o grande responsável pela colonização no Brasil, ajudando a moldar a cultura brasileira como a conhecemos hoje. Infelizmente, não foi somente no termo cultural que Portugal se destacou. O país também foi o responsável por vários massacres acontecidos no recém-descoberto território, dizimando populações nativas da terra, além do tenebroso e triste tráfico negreiro, que deslocou muitos negros de suas terras natais (na África) para saciar o mercado negreiro na colônia, que era muito lucrativo.

Apesar de tantos episódios tristes propiciados pelos colonizadores, pode-se dizer que o país que viria a se formar no futuro e a chamar Brasil recebeu muita influência cultural de Portugal, um deles é na essência musical. No nosso artigo de hoje, iremos falar um pouco da música em Portugal, bem como alguns lugares que você pode apreciá-las sem pagar coisa alguma por isso. Vamos lá?

A Cultura Portuguesa

Antes de darmos início ao assunto sobre a música portuguesa, devemos fazer uma pequena introdução sobre como é a cultura lusitana. O país é abrigo de vários pensadores e escritores de todos os tempos, tendo em seu acervo cultural várias publicações dos mais variados períodos da literatura. Um dos poetas mais famosos de Portugal é Luis de Camões.

Além de ser uma referência no âmbito da leitura, Portugal oferece também vários locais históricos, já que a sua fundação se deu “apenas” em 860 depois de Cristo. Algumas cidades ainda guardam resquícios e estruturas típicas daquele período. A arquitetura do país seguiu todas as tendências europeias, embora as seguia muito tardiamente ou somente depois das outras nações terem aderido aos movimentos arquitetônicos.

Na área gastronômica, o país se destaca nos pratos com frutos do mar, especialmente, o bacalhau, que é utilizado em várias receitas como a bacalhoada, pastel de bacalhau, entre muitos outros. Inclusive, os pratos com bacalhau fazem sucesso no Brasil, sobretudo, nos períodos sacros (como a Semana Santa, onde os cristãos não podem ingerir carnes provenientes de animais de sangue quente).

A Música Portuguesa

A essência musical da “terrinha”, como é carinhosamente chamada o território lusitano é um dos mais ricos do mundo. Sendo um dos poucos países, assim como o Brasil e alguns localizados no continente africano que adotam o português como língua oficial (sendo que todos esses países foram colonizados por Portugal na época das Grandes Navegações), é de se pensar que Portugal é um dos únicos países que concentram obras de música na língua portuguesa.

A história da música em Portugal tomou um novo rumo em 1933, quando o Estado Novo vigorou no comando do país. Tal Estado perdurou na nação por 41 anos, ficando no poder até 1974, quando uma revolução desbancou tal Estado. Durante os anos que perduraram o Estado Novo, com a invenção da televisão e a conseguinte chegada tela ao território lusitano propiciou um concurso musical que foi o mais importante para a cultura portuguesa daquela época: o Festival RTP da Canção, organizado pela RTP, a estatal Rádio e Televisão de Portugal. Um dos grandes nomes desse movimento musical é a da cantora Simone de Oliveira, dentre um leque imenso de outros importantes indivíduos da música lusitana.

No entanto, outro movimento começou a crescer em conjunto a esse, com uma temática bastante contrária ao Estado Novo. Esse tipo de música passou a ser conhecido como a música de intervenção, tal nome justamente para criticar as medidas adotas pelo antigo regime, além de chamar a atenção da população portuguesa para alertar sobre as pretensões do regime e para que também pudessem conhecer os nomes do movimento. Desse, pode-se destacar os nomes dos cantores José Mário Branco, Sérgio Godinho e Zeca Afonso.

Em 1950, 17 após a instauração do Estado Novo, o Rock começa a tomar espaço no território lusitano. Os Babies, Joaquim Costa, Daniel Bacelar e os Conchas são alguns dos pioneiros nesse movimento roqueiro.

Logo após a revolução que derrubou o Estado Novo, já na década de 1980, muitas bandas surgem, como os Sétima Legião, os Heróis do Mar, ente outros. Naquela época, a cantora Amália já tinha se transformado num ícone da música portuguesa, sendo considerada a “Rainha do Fado”, que fez com que o fado, que é um gênero musical de Portugal, se reinventasse e conseguisse reunir novos ouvintes.

Em 1990, já próximo das tendências do século XXI, um gênero cujas músicas já existiam foi denominado como “música pimba”, que eram as músicas que tinham em suas leras frases que apontavam duplo sentido, geralmente nas conotações sexuais. Um dos representantes mais conhecidos desse movimento musical é Quim Barreiros, que, dentre músicas com conotação sexual e duplo sentido, destaca-se a obra “Bacalhau à Portuguesa” que, inclusive, virou febre no Brasil em blogs de humor e em sites de entretenimento.

Onde Encontrar Músicas Portuguesas Grátis?

Se você se interessou pelo movimento musical de Portugal, não pode deixar de conferir as obras e os lançamentos. Sabemos, também, que as obras podem estar disponibilizadas de forma legal e gratuita na internet ou em outros serviços de música. Confira, a seguir, locais onde essas músicas podem ser encontradas:

-Serviços de Streaming de Músicas: Cada vez mais tendências no mundo de hoje, os serviços que disponibilizam músicas por meio da internet vieram para substituir as mídias físicas. São alguns exemplos de tais serviços o Spotify, o Apple Music, o Deezer, o Rdio, entre outros.

-Sites que Hospedam Vídeos: Apesar de ser uma ferramenta lançada há mais de dez anos, os sites que hospedam vídeos se reinventaram, mantendo ou até mesmo ampliando o número de acessos. É o caso do You Tube, que, fundado há mais de 10 anos, ainda hoje conquista os internautas, hoje sob a tutela da gigante Alphabet.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Internacionais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *